Artigos e Variedades
Mundo Sem Limites
Cortejo completo da transferência das 22 múmias reais - Egito -

Cortejo completo da transferência das 22 múmias reais - Egito -

O Egito testemunhou um grande evento excepcional que provavelmente nunca verá novamente, quando uma procissão majestosa transportou 22 múmias de alguns dos reis e rainhas mais famosos do antigo Egito do Museu Egípcio em Tahrir para sua exibição permanente no Museu Nacional de Civilização egípcia em Fustat.

Isso é um exemplo da reverência e orgulho que o Egito tem em sua própria história antiga.

O objetivo do evento, em última análise, era mostrar o respeito do Egito para com seus ancestrais e sua antiga civilização, uma das mais antigas de toda a história da humanidade.

Preparação para o evento:

O Ministério do Turismo e Antiguidades planejou cuidadosamente este evento desde o primeiro dia, prestando a máxima atenção em cada detalhe do evento desde o nome do evento em árabe e inglês, o logotipo, as decorações, as cores, as roupas dos participantes, as bandas musicais oficiais do estado, a recepção oficial e carruagens para o transporte das múmias reais.

Não apenas suas canções foram preparadas especificamente para o evento, várias palavras do antigo Egito foram pronunciadas na música pela primeira vez em eras, ao lado de outros exemplos da música do antigo Egito.

Mais importante ainda, todos os aspectos da grande produção foram supervisionados e implementados por mãos egípcias.

Cerca de 350 alunos, crianças e alguns dos mais famosos artistas egípcios vivos participaram do evento.

Alunos das Faculdades de Belas Artes, Artes Aplicadas e Educação Artística na Helwan University desempenharam seu papel e embelezaram paredes de concreto localizadas em lugares separados ao longo do caminho da procissão, desenhando murais artísticos que mostram a história antiga do Egito de uma maneira contemporânea.

Os alunos também embelezaram as bacias de plantas do Museu Nacional da Civilização Egípcia com desenhos que refletem as formas de arte vistas nas várias épocas do Egito e adornaram colunas de mármore com lindas inscrições antigas ao lado de pinturas do conteúdo do museu.

O logotipo:

A escolha do logotipo em si foi um detalhe cuidadosamente considerado que o ministério fez grandes esforços para acertar.

O objetivo era refletir fortemente as características do evento dentro do logotipo, com cores e opções de design influenciadas pelo antigo Egito.

As cores duplas do logotipo - azul escuro e dourado - foram retiradas diretamente dos estilos egípcios antigos.

As cores do logotipo vieram em uma cor dupla, entre o azul escuro e o dourado, que foi inspirada no antigo credo egípcio.

Quando começou a preparação para a transferência?

Os preparativos para a transferência das múmias reais começaram há cerca de um ano e meio, começando com um estudo abrangente que examinou a condição de cada múmia.

Então veio o processo de embalagem, onde eles identificaram quaisquer pontos fracos enquanto uma equipe de conservadores egípcios competentes trabalhava para fortalecer essas áreas e envolver as múmias com os métodos científicos mais recentes.

O processo de transferência de múmias reais é realizado de acordo com procedimentos específicos que levam em consideração todas as normas de segurança seguidas internacionalmente quanto à movimentação de artefatos sensíveis. Isso envolveu colocá-los em unidades de esterilização equipadas com as tecnologias mais recentes e, em seguida, carregá-los em carrinhos especificamente projetados e equipados para esse processo para garantir o controle de todas as vibrações e manter as múmias seguras.

As múmias receberam uma recepção militar condizente com sua grandeza e prestígio, com 21 canhões honorários disparados no Museu Nacional da Civilização Egípcia em Fustat. Sua rota foi iluminada e viu grande desenvolvimento sob as ordens do presidente Abdel Fattah al-Sisi, que pediu o desenvolvimento de áreas na rota da procissão da Praça Tahrir a Fustat.

Link artigo original

Tradução editada de Al-Masry Al-Youm

Al-Masry Al-Youm - Egito Independent

Comente essa publicação